Se você é daquelas que não abre mão de fazer as suas unhas no salão, por opção ou por não ter nenhuma habilidade em fazer as unhas. É muito importante tomar as devidas precauções para que esse momento de beleza não cause dores de cabeças futuras, afinal é melhor prevenir do que remediar.

Muitas mulheres acabam deixando de lado que durante o momento em que você está fazendo as suas unhas, algumas doenças podem ser transmitidas, pois acabam utilizando o mesmo alicate, lixa, palitos e recipientes para as mãos e os pés que podem transmitir várias infecções bacterianas, hepatite B e até mesmo a Aids (HIV). Por isso, é necessário seguir algumas recomendações para não correr risco durante o momento relax.

  • É muito importante que o alicate utilizado para fazer as unhas seja esterilizado em autoclave, que nada mais é que uma esterilização a vapor. O tempo médio que o alicate deve permanecer no aparelho é de 30 minutos.
  • Quanto aos recipientes, dê preferência aos que são de plástico descartável. Hoje é possível encontrar botinha plástica para fazer as unhas dos pés. Dessa forma, você evitará a contaminação fúngica (as micoses). Da mesma forma, o palito e a lixa utilizada para fazer as unhas não deve ser utilizado em várias clientes.
  • As mulheres que preferem fazer a retida das cutículas devem saber que ao remover as cutículas você está tirando a proteção natural das unhas, e permitindo a entrada de bactérias e fungos na região. Muitas vezes ao remover a cutícula você pode desencadear um processo inflamatório (paroniquia), onde a pele próxima a cutícula fica inchada e com pus. Por isso, ao invés de remover as cutículas você pode apenas empurrá-las.