Hoje o post é dedicado a esclarecer uma dúvida que muitas de vocês devem ter. Esmaltes vencidos: usar ou não usar? Provavelmente você deve ter em sua coleção algum esmalte que passou da validade e fica sem saber o que fazer! Confira a seguir, tudo sobre o prazo de validade e como proceder após o vencimento do esmalte.

Como funciona o prazo de validade dos esmaltes?
Pra quem ainda não sabe, todos os cosméticos que estão no mercado tem que passar pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), ela acaba estipulando o prazo de validade dos esmaltes aqui no Brasil, que não pode ultrapassar 3 anos após sua fabricação.

Já em outros países a validade de diversos cosméticos incluindo os esmaltes funciona de forma diferente. Eles não estipulam o mês e o ano de vencimento e sim o tempo de uso do produto depois que a embalagem for aberta, pois é a partir daí que ela irá sofrer com as interferências do ambiente.

Por isso, caso você adquira algum esmalte importado provavelmente você verá o PAO (Period After Opening – período depois de aberto), que possuem um prazo bem estendido. No caso dos esmaltes da OPI, eles afirmam que a vida útil do esmalte é para sempre, já que o produto não leva quase nada de água em sua composição. Impedindo dessa forma o crescimento e a proliferação de microorganismos.

E aí, então posso usar esmaltes vencidos?
SIM! Desde que ele esteja visivelmente em condições normais como a cor, viscosidade e o odor. E caso ele esteja se tornando mais viscoso, pode colocar algumas gotinhas do óleo de banana, afinal esse é o primeiro componente a evaporar do esmalte após ele ser aberto.

Agora, caso o seu esmalte esteja com cor diferente ou odor estranho, descarte imediatamente esse esmalte. Pois, devido à alterações químicas que seu esmalte sofreu ele poderá prejudicar a sua saúde.

Para descartar o esmalte, a melhor forma é despejar o conteúdo do esmalte em um papel e esperar secar completamente e jogar em um lixo reciclado. Já para limpar o vidrinho você deve passar acetona e utilizar o papel toalha ou o algodão. Essa é uma forma ecologia de não prejudicar o meio ambiente.