A onicocriptose, também conhecida como unha encravada ocorre quando a unha cresce pra por debaixo dos cantinhos das unhas.

O encravamento da unha é bastante comum e causa bastante desconforto e até mesmo dor. O “dedão” (primeiro dedo) é o mais acometido e suscetível a infecções.

A unha encrava quando a borda lateral da unha começa a machucar o tecido vizinho e permitindo que ocorra a inflamação na região, nesse momento a unha começa a crescer por debaixo da pele (essa lesão também é conhecida como granuloma piogênico).

Principais causas da unha encravada
Existem diferentes formas para que se ocorra à unha encravada. A forma mais comum é ocasionada por um trauma na pele devido ao corte incorreto dos cantinhos da unha ou uso de sapatos que aperte a ponta dos pés.

Outras maneiras de causar o encravamento das unhas são:
Micose de unha:

A micose tende a fragilizar a unha afetada, tornado ela suscetível a quebra. E como ela permite que a unha lasque de com maior facilidade, ela pode promover de forma fácil uma trauma na pele que fica ao redor da unha. Permitindo assim a inflamação e o encravamento da unha.

Sapatos apertados ou traumas ocasionais:
Ao fazer uso de sapatos que pressionam a ponta dos pés, você acaba permitindo que essa região passe por traumas e que ocorra a inflamação. A formação desse trauma pode surgir aos poucos ou em um único dia, como por exemplo: utilizar um calçado apertado e passar um longo período em pé, pode ocasionar o trauma da mesma forma que com uma topada ou até mesmo um pisão possa desenvolver um trauma.

Corte incorreto dos cantinhos das unhas:
Ao cortar de forma incorreta as unhas, você aumenta as chances de que ocorra o encravamento da unha. É importante que ao cortar as unhas do pé, não permita que a pele que fica ao redor da unha bloqueia o crescimento da unha. Por isso, sempre faça o corte da unha em linha reta, deixando os cantinhos livres e permitindo que a unha cresça naturalmente e sem impedimentos.

Outras maneiras de causar o encravamento das unhas são:
Micose de unha:
Os sintomas da unha encravada podem ser detectados em três estágios. Confira os principais sintomas de unha encravada em cada estágio:

Estágio 1: Sintomas Leves da unha encravada
Não existe sinal de pus na região
Inflamação no dedo acometido – vermelhidão e inchaço (edema)
Dor ou desconforto ao fazer leve pressão sobre o dedo acometido

Estágio 2: Sintomas moderados da unha encravada
Dor e Sangramento
Aumento da inflamação no dedo acometido
Dedo acometido infeccionado – com pus de cor branca, amarela ou verde.

Estágio 3: Sintomas severos da unha encravada
Infecção grave
Hipertrofia da pele ao redor do dedo acometido
Grande inflamação: com dor, inchaço e bastante vermelhidão

Como tratar a unha inflamada ou infeccionada:

  • Para tratar a inflamação e aliviar a dor, basta colocar uma compressa quente por cima do local afetado. Repita de três a quatro vezes ao dia e tenha senha higiene adequada no local.
  • Elevação do canto da unha com uma espátula, afastando-o da pele inflamada com um pedaço de algodão.
  • Eliminação da ponta de unha que está causando a inflamação, utilizando uma tesoura esterilizada.
  • Caso a inflamação possua pus, será necessária fazer a drenagem. Caso a quantidade de pus na região seja pequena, coloque o dedo inflamado imerso em água morna e faça uma massagem suave para remover o pus. Agora, caso o dedo acometido esteja com grande inchaço e a quantidade pus na regão acometida esteja elevada, é melhor ir ao medico e deixar ele fazer o procedimento de drenagem do pus.
  • Fazer uso de antibióticos só será necessário, caso a lesão não regrida. Neste caso, o antibiótico mais usado é o cefalexina, amoxicilina e o clindamicina.